Aqui no blog

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

...Um poema pra você.


...Porque todos


os meus poemas


agora

são seus...!







Fico pensando se não somos tão carentes ao ponto de não viver melhor sem alguém.
E há tanto medo de não ser escolhido, e de ser escolhido e ser trocado, ou ainda de não ser escolhido totalmente, ou de escolher e viver achando que essa escolha é uma prisão.

Mas eu lembro de nós dois, enquanto penso nisso tudo, do nosso pacto pelo total aproveitamento diário, essa liberdade quase imposta de saber-se poder ir embora quando não for mais tão essencial. Eu lembro que se estamos juntos é porque, todos os dias, ao acordar e nos olharmos tão frágeis, tão fortes, tão vulneráveis, tão entregues, nós fazemos novamente a escolha de ontem, e cumprimos o resto do dia alimentando esse 'estarmos juntos' com intensidade e delicadeza.

Eu fico pensando nos nossos ajustes e na vontade que temos de sabedoria em meio a toda essa embriaguez da paixão. E acho que se esse ainda não é o caminho certo, pelo menos, é o mais bonito por enquanto. E o que me deixa mais inteira, a cada passo.

E fico pensando enquanto avanço: eu amo construir a mesma estrada com você... Eu amo morar no teu abraço.[
Marla de Queiroz]

Enfim...eu amo você F.M (!)

4 comentários:

Bruno disse...

Muito bonito esse texto.

Conserve sempre esse amor dentro do seu coração. É legal ver que ainda existem relacionamentos assim.

Ele deve ser um cara de muita sorte. Beijos

alan_mascavo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Faço do bruno as minhas palavras

Não costumo comentar aqui, mais adoro seu blog. Vc é de uma sensibilidade ímpar.

Ele deve ser realmente um cara de muta sorte!

Parabéns ao blog bj

Anônimo disse...

Parabéns pelo blog, te adoro